Moro, sobre troca na Petrobras: “Cortina de fumaça para preço dos combustíveis”

O presidenciável do Podemos afirmou que a substituição cria instabilidade e não resolve os problemas reais do país.

Sergio Moro (foto) criticou nesta terça-feira (29) a decisão de Jair Bolsonaro de substituir o então presidente da PetrobrasJoaquim Silva e Luna, por Adriano Pires.

Segundo o presidenciável do Podemos, a troca não passa de uma cortina de fumaça que provoca instabilidade.

“A troca de mais um Presidente da Petrobras é uma cortina de fumaça para o preço elevado dos combustíveis. A resposta para as dificuldades dos brasileiros está na volta do crescimento econômico, com inflação controlada e juros baixos. Factóides e instabilidade nada resolvem.”

Bolsonaro tem defendido interferir na política de preços da estatal para mitigar os efeitos da alta no preço do barril do petróleo. Desde que a Petrobras adotou um reajuste no preço dos combustíveis, o presidente vinha ameaçando demitir Silva e Luna.

Adriano Pires se aproximou de importantes lideranças do Centrão no último mês, sobretudo de Arthur Lira.

Fonte: Oantagonista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s