Fernando Bezerra entrega cargo de líder do governo no Senado

A decisão foi anunciada no dia seguinte à derrota de Bezerra no Senado na disputa por uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU).

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) entregou nesta manhã (15) o cargo de líder do governo no Senado. O pedido foi formalizado ao presidente Jair Bolsonaro, “a quem o senador agradece a confiança no exercício da função”, diz Bezerra em nota.

A decisão foi anunciada no dia seguinte à derrota de Bezerra no Senado na disputa por uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU), que teve como escolhido pelo plenário o senador Antonio Anastasia (PSD-MG).

Anastasia conseguiu 52 votos e conquistou a vaga com larga vantagem sobre os outros dois concorrentes, Bezerra, e Kátia Abreu (PP-TO). A senadora teve 19 votos e o ex-líder do governo obteve apenas sete.

Fernando Bezerra foi um dos porta-vozes do governo durante a CPI da Pandemia e responsável por articular os interesses do governo na votação da PEC dos Precatórios e outras pautas importantes, costurando apoio junto a outros senadores para derrubar a resistência da Casa com o Palácio do Planalto.

O analista de política da CNN Gustavo Uribe disse que Bezerra se sentiu traído pelo baixo empenho do governo na articulação para sua eleição ao TCU. Em conversa com o presidente, o ex-líder teria dito que havia falta de legitimidade junto à base aliada.

O governo, segundo Uribe, tem a preocupação com o segundo turno da votação da PEC dos Precatórios no Senado, que deve acontecer ainda nesta quarta (15). Bezerra foi o responsável por articular o apoio na Casa, inclusive, da oposição.

Eduardo Gomes, que é líder do governo no Congresso Nacional, deve acumular também o cargo de líder no Senado, temporariamente. Mas o Planalto avalia os nomes de Jorginho Melo (PL-SC) e Marcos Rogério (DEM-RO), diz o analista. Ambos fizeram parte da CPI da Pandemia ao lado de Bezerra.

Disputa pelo TCU

O TCU é responsável pela fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da União e das entidades da administração direta e indireta, segundo a Constituição Federal.

O órgão auxilia o Congresso Nacional, de acordo com o artigo 71 da Constituição, a “apreciar as contas prestadas anualmente pelo presidente da República, mediante parecer prévio que deverá ser elaborado em sessenta dias a contar de seu recebimento”.

A vaga foi aberta após a saída de Raimundo Carreiro, que irá assumir a Embaixada do Brasil em Lisboa. Foi realizada uma sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, nessa terça-feira, com os três concorrentes.

Com informações de Douglas Porto, da CNN.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s