Itamaraty impõe sigilo de 5 anos a detalhes da viagem de Bolsonaro à Rússia

Questionado por bancada psolista na Câmara, ministério disse que documentos sobre visita do presidente foram classificados como sigilosos em 21 de fevereiro

O Itamaraty (foto) colocou sob sigilo até 21 de fevereiro de 2027 detalhes da viagem de Jair Bolsonaro à Rússia, realizada uma semana antes de as tropas de Vladimir Putin invadirem a Ucrânia, informa O Globo.

Em resposta a um questionário encaminhado pela bancada do PSOL na Câmara, o ministério informou que esse dados passaram a ser classificados como sigilosos em 21 de fevereiro último.

Foram enviadas 15 perguntas sobre a visita do presidente brasileiro e seu encontro com Putin. Em ofício de 12 de abril, o Itamaraty confirma que os dois mandatários conversaram sobre a situação na Ucrânia, mas sem maiores comentários.

O ministério também respondeu a perguntas sobre os gastos da viagem: US$ 96.850,27 com diárias e US$ 125.328 com aluguel de veículos, entre outros itens. A hospedagem de Bolsonaro ficou a cargo do governo russo.

Os psolistas também perguntaram o que Carlos Bolsonaro foi fazer na Rússia acompanhando o pai.  O Itamaraty respondeu que “a designação da comitiva é da competência da Presidência” e alegou que a ida do vereador a Moscou não gerou despesas por parte do ministério.

Fonte: Oantagonista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s