Bolsonaro retira R$ 122 milhões de projeto para rodovia sul-fronteira em MS

Corte é superior aos R$ 2,8 bilhões anunciados pelo presidente no fim de semana.

Projeto Sul-Fronteira de Mato Grosso do Sul perdeu R$ 122 milhões em investimentos, após veto do presidente Jair Bolsonaro (PL), publicado no DOU (Diário Oficial da União), desta segunda-feira (24), o corte atingiu várias unidades públicas. Segundo comunicado do presidente o motivo da decisão foi vetar parte dos gastos aprovados no Orçamento para ajustar as verbas que seriam destinadas a despesas de pessoal e encargos sociais.

O Projeto Sul-fronteira tem objetivo de pavimentar rodovias que margeiam a fronteira com o Paraguai, de Ponta Porã a Mundo Novo. A pavimentação pode ajudar a melhorar a economia das cidades fronteiriças, entre elas Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Mundo Novo, Paranhos, e Sete Quedas.

O contrato para realização do projeto foi publicano no Diário do Estado em outubro de 2021, os recursos foram inicialmente de R$ 1.318.499,93 fornecidos pela Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul).

Além do projeto Sul-fronteira, o Ministério do Trabalho e Previdência  foram os principais atingidos perdendo cerca de R$ 3,184 bilhões de verbas cortadas do texto aprovado pelo Congresso. O INSS foi a unidade mais afetada, com a perda de R$ 988 milhões, este valor seria usado na administração, gerenciamento e processamento de dados. Os valores de corte foram apurados pelo Estadão.

Fonte: Midiamax.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s