RACHADINHA EM FAMÍLIA: PGR apura revelação de ex-cunhada de Bolsonaro

A Procuradoria-Geral da República abriu duas investigações para apurar as informações relatadas pela ex-cunhada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que foi funcionária fantasma dos gabinetes da família Bolsonaro por 20 anos, entre 1998 e 2018. As informações são da colunista Juliana Dal Piva, do UOL.

Andrea Siqueira Valle é irmã de Ana Cristina Siqueira Valle, segunda mulher de Bolsonaro, que contou, em gravações divulgadas pela colunista, que devolvia 90% de seu salário.

Ela era contratada como assessora de Bolsonaro na Câmara dos Deputados entre 1998 e 2006, mas sempre morou em Resende, no sul do Rio de Janeiro, e trabalhava em serviços temporários e fazendo faxina.

Na reportagem em formato de podcast A Vida Secreta de Jair, da colunista, Andrea contou também que um irmão dela foi exonerado por Bolsonaro por se recusar a entregar a maior parte do salário quando era seu assessor quando o atual presidente era deputado federal.

Os fatos relatados pela ex-cunhada de Bolsonaro são “objeto de duas notícias de fato”, segundo a PGR. Uma delas tramita na própria Procuradoria-Geral da República e a outra na Procuradoria da República do Distrito Federal, de acordo com a colunista.

Crédito: Arquivo pessoal

Fonte: Istoé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s