VÍDEO: EM RIO BRILHANTE, MÉDICO DESCUMPRE TOQUE DE RECOLHER E DESACATA FISCAIS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Rio Brilhante, vive seu pior momento desde que o combate a pandemia começou. Com registro de 61 óbitos, desde que a doença foi detectada no município, sendo 8 nos últimos 6 dias. As autoridades sanitárias vem buscando por meio de decreto, com redução de funcionamento do comércio e até mesmo com toque de recolher, uma maneira de que a doença seja controlada, e aos poucos a vida da população volte ao normal.

Enquanto prefeito, vereadores e os representantes do comércio buscam uma saída menos prejudicial a população, as equipes da vigilância sanitária, secretaria de saúde e outros setores da administração municipal, estão nas ruas fiscalizando e orientando a população para os cuidados que se devem ter para que a doença seja contida. Nesse momento 444 pessoas estão em isolamento, e deste total, 340 com casos ativos confirmados.

Enquanto o poder público e parte da sociedade buscam fazer sua parte, e cumprem o que determina o decreto, para impedir que seja decretado o LOCKDOWN, pessoas que deveriam dar o exemplo não apenas descumprem o toque de recolher por meio da aglomeração, como ainda desrespeitam quem está trabalhando para que a doença seja controlada no município.

Esta semana, uma equipe da vigilância sanitária, após receber uma denúncia de aglomeração após as 19 horas, quando o toque de recolher já estava em vigência, se deslocou ao endereço de um médico, e lá chegando não apenas constatou-se o desrespeito ao que determina as normas para este momento de combate a doença, e ainda receberam xingamentos, até mesmo foram tocados da porta da casa do médico.

A forma desrespeitosa do médico com a equipe que o abordou, já é possível notar no início da gravação ao qual o site Enfoque Político teve acesso. Ao ser questionado sobre sua atitude que contraria o que estabelece o decreto, o médico já vem fazendo questão de dizer que é médico, citou o tratamento com cloroquina, disse que as autoridades sanitárias estão cometendo um genocídio por meio da aplicação da vacina contra a covid. Na fala dele, a vacina é assassina. Proferiu vários palavrões e ainda fechou o portão na cara dos fiscais. Uma pessoa menos exaltada, buscou por várias vezes controlar as agressões do médico a equipe, e até pediu que não houvesse a notificação. Ele ainda informou que realmente estavam em 4 pessoas na residência.

Segundo informações da vigilância sanitária, o profissional da saúde, que está afastado do setor de tratamento da covid, será multado por conta do descumprimento do decreto, e além disso, responderá a um processo criminal conforme estabelece o artigo 268 do Código Penal Brasileiro. A pena pelo crime cometido, pode chegar à 1 ano de prisão, e neste caso poderá ser aumentada em um terço, em razão deste médico ser funcionário público da saúde, além de multa a ser imposta pelo Poder Judiciário.

VEJA O VÍDEO:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s