Marquinhos Trad é o candidato do PSD ao governo do Estado

Marquinhos quer radiografia da prefeitura e conselhos de Azambuja - Capital  do Pantanal

O PSD já tem candidato para disputar o governo de Mato Grosso do Sul nas eleições do ano que vem. É o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad. A informação é do senador, presidente regional do PSD e irmão do pré-candidato, Nelsinho Trad. Porém, para concorrer no pleito, será preciso renunciar ao Executivo da Capital.

De acordo com Nelsinho Trad, o prefeito da Capital é o “plano A”, até o momento, para enfrentar a disputa que, ao que tudo indica, será a opção de partido de centro, uma vez que o PSDB, de Eduardo Riedel, deve caminhar como opção de direita e o PT com outros partidos devem formar uma frente de esquerda, que preferem chamar de união progressista. “Se ele [Marquinhos] renunciar, no mesmo dia eu o apoio. Eu gosto muito dele, não só porque é meu irmão, mas porque ele tem luz, é preparado.”

Todo este desenho do PSD em lançar candidato à majoritária no Estado deve seguir as decisões nacionais, já que a sigla pretende ter candidato à Presidência da República que represente alternativa ao pré-candidato Lula (PT) e a Jair Bolsonaro (sem partido). Nacionalmente, ainda não foi definido quem é o candidato de centro do PSD.

Caso o PSD siga com os planos de lançar Marquinhos ao governo, ele vai ter de renunciar ao cargo de prefeito e, então, abre brecha para a vice-prefeita, Adriane Lopes (Pariota), assumir a cadeira no Paço Municipal. Ela é esposa do deputado estadual Lidio Lopes, que é presidente estadual de seu partido. Nos bastidores, é Adriane quem dá as cartas na Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), embora o titular da pasta seja José Mário Antunes da Silva.

Procurado pelo jornal O Estado, Marquinhos Trad diz que, no momento, está preocupado em colocar Campo grande como cidade exemplo no combate ao coronavírus. “Neste momento, só penso em Campo Grande. Não está em meus planos, neste momento de tempo atual. Minha preocupação é com a vacina. Tenho buscado todos os meios possíveis para ser exemplo nacional”, disse.

Embora diga que está empenhado em ser um bom prefeito e que quer a Capital figurando nacionalmente contra a COVID19, o prefeito não descartou candidatura, apenas entende que é cedo discutir o assunto, já que as convenções para sacramentar candidaturas só ocorrem no ano que vem.

Nelsinho também tem sido apontado como potencial candidato. Ele não nega a vontade de governar o Estado, porém é Marquinhos, ao menos por enquanto, o nome em pavimentação para a disputa. “Eu tenho este desejo. Eu vi isso, Deus colocou no meu caminho, mas não significa que seja desta vez a minha oportunidade de ser o governador”, diz o senador que é líder da bancada federal.

Fonte: Ogrito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s