Guedes alerta Bolsonaro para risco de impeachment

O Estadão diz que “o Orçamento de 2021 emparedou Jair Bolsonaro”.

Segundo o jornal, Paulo Guedes recomendou veto parcial e alertou o presidente do risco de impeachment caso a peça seja sancionada integralmente.

Já Arthur Lira, acrescenta a reportagem, afirmou a interlocutores que não vê motivos para a abertura de um processo de afastamento do presidente tendo como base o Orçamento. O presidente da Câmara acha que o ministro da Economia quer fazer “terrorismo”.

De um jeito ou de outro, o Estadão tem razão: Bolsonaro está emparedado.

Para aumentar as emendas parlamentares no Orçamento 2021, o Congresso fez várias manobras contábeis.

O economista Gil Castello Branco, do portal Contas Abertas, chegou a dizer ao G1:

Achei que foi um verdadeiro ataque ao orçamento pelos parlamentares. Aconteceu de tudo. Teve contabilidade criativa, pedalada fiscal, transferência de despesas para a iniciativa privada. Do ponto de vista orçamentário, foi uma noite para ser esquecida.”

No Estadão, o economista e professor da USP Roberto Macedo escreveu que o Orçamento de 2021 é um caso de contabilidade criativa, em razão do “cancelamento” orçamentário de despesas que deverão ser efetivamente realizadas.

Para Carlos Kawall, ex-secretário do Tesouro, a aprovação do orçamento de 2021 com emendas infladas e manobras para furar o teto de gastos pode resultar na saída da equipe econômica.

Fonte: Oantagonista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s