RIO BRILHANTE: HOMENAGEM AO DIA DA MULHER VIRA “SAIA JUSTA” PARA DEPUTADO E CONVIDADOS

Existe um ditado que diz: “EM CASA QUE TODO MUNDO MANDA, NÃO MANDA NINGUÉM”, nos bastidores da câmara municipal comenta-se que existe entre os membros da mesa diretora, certa indisposição que faz com que haja entre presidência e primeira secretaria uma certa queda de braço, sobre quem “MANDA MAIS”. Esta indisposição entre os componentes da mesa ficou evidente na última sessão ordinária quando a primeira secretária da mesa, numa atitude nada gentil, deu uma descompostura no presidente da casa de leis, na frente dos convidados que ele havia levado até o plenário para que fossem homenageados pela passagem do dia internacional da mulher.

Na última sessão, que ocorreu no dia 8 de março, o que era para ser uma sessão de comemoração ao dia internacional da mulher, se tornou uma “saia justa” para o presidente do legislativo e seu convidado, o deputado Renato Câmara, que veio até o município prestar homenagens a mulheres que se destacam no município. Não concordando com o fato de o deputado poder prestar suas homenagens às mulheres que ele considera como destaques, e os vereadores não puderam prestar suas homenagens, a primeira secretária da câmara chamou a atenção do presidente do legislativo, na frente dos convidados, deixando todos com vergonha. Alguns dos vereadores se olhavam tentando entender, o que se passava na cabeça da parlamentar, que se esqueceu de um aprendizado de infância e de fineza, que diz que todo convidado deve ser bem recebido.

O deputado que é amigo do presidente Juarez Roza, e faz parte do mesmo partido, buscou ser o mais diplomático possível, e agradeceu ao presidente e aos vereadores pelo acolhimento, e aproveitou para homenagear todas as mulheres pelo seu dia, em especial as convidadas que ele havia levado para participar da sessão, que assim como ele se sentiram desconfortáveis com a atitude da vereadora. O incômodo com a situação foi tamanho, que assim que o deputado deixou o plenário da câmara e se despediu dos vereadores, este se reunião com seus convidados na recepção do legislativo e pediu desculpas pelo inconveniente que estes haviam passado.

Não é de hoje que o poder legislativo sofre com “vaidades”, mas tais demonstrações eram percebidas apenas pelos funcionários que acabam pagando o “preço” no dia a dia, e por pessoas que estão diariamente na casa de leis, no entanto a falta de respeito com um deputado e com seus convidados expõe o “racha” que existe entre o presidente e a primeira secretária, que ao menos ao que parece estão em rota de colisão. Com atitudes que acabam por diminuir o papel de um vereador, quem perde é a população, que espera de seus eleitos um caminho mais seguro, mais viável para que o município venha a se desenvolver. Talvez o exemplo do deputado Renato Câmara, possa servir de exemplo pelos que estão no poder, pois mesmo sendo exposto à vergonha como foi, juntamente com seus convidados, manteve a postura, sendo elegante com todo o parlamento.

Em uma aula de relações pessoais, um professor explicou que se alguém precisa demonstrar poder, é porque não o tem. Se existe a necessidade de falar que está fazendo algo é porque não está, pois, enquanto uma palavra atinge os ouvidos, as ações atingem a alma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s