CÂMARA RIO BRILHANTE: “NOVATOS” DÃO UM BAILE NA ELEIÇÃO PARA COMISSÕES

Na noite desta segunda-feira, 1, de fevereiro, ocorreu a primeira sessão
solene, e em seguida a primeira sessão ordinária da câmara de vereadores. Na
sessão de abertura dos trabalhos legislativos, do ano de 2021, o clima como não
poderia deixar de ser, foi amistoso, e além dos 13 vereadores, contou com a
presença da vice-prefeita Juraci de Souza e do prefeito Lucas Foroni.

Em suas falas, os vereadores reforçaram o compromisso de seguirem
trabalhando para que a cidade possa crescer. A vice-prefeita destacou que segue
trabalhando em conjunto com o prefeito, e que nesse início de gestão tem se
dedicado ao distrito de Prudêncio Thomás.

Já o prefeito, fez questão de demonstrar que com o esforço do executivo e do
legislativo, trabalhando em conjunto, é possível fazer parte da mudança que
todos almejamos.

Na sessão ordinária, que dá início ao trabalho dos legisladores, conforme divulgado
por Enfoque Político, foram escolhidos os representantes de cada comissão, e
conforme foi antecipado, o presidente Juarez Roza, havia proposto uma divisão,
sendo que o grupo de 6 vereadores que ficou derrotado na eleição para
presidente da mesa diretora, teria 4 comissões, e o grupo que deu vitória à
Juarez para presidir o legislativo, ficaria com outras 4 comissões. Tal
proposta foi rejeitada, e usando da habilidade e de conhecimento do regimento
interno da câmara, os vereadores reeleitos tentaram se sobressair sobre os
colegas que iniciavam ontem seu primeiro mandato. Mas a manobra já havia sido prevista, e o coringa, que já havia dado
à vitória ao grupo que dá sustentação ao prefeito, mais uma vez foi o fiel da
balança, o voto do vereador Zezinho da Farmácia, foi decisivo.

Antes do início da sessão Enfoque Político, destacou que além das demais
comissões, um dos vereadores não abria mão da Comissão de Constituição e
Justiça, e usou de todo o seu poder de persuasão para se manter à frente da
comissão. No Entanto, os
“novatos”, com a ajuda do vereador mais votado, não só ficaram com a
CCJ, como com todas as comissões. Aqueles que trabalharam para ficarem com as
principais comissões, ficaram sem nenhuma, apenas vão participar destas como
membros.
A surpresa pela manobra não ter dado certo foi tamanha, que
até votos que haviam sido combinados, de uma das comissões, que era o de eleger
o vereador Gamarra, foi esquecido e acabaram votando no vereador Sergio Silva,
que honrando o acordo celebrado anteriormente abriu mão em favor de Gamarra.

Já o grupo vitorioso, além de fazer barba, cabelo e bigode, mostrou também
empatia, quando todos se uniram e deram ao vereador Gamarra, o cargo de
vice-presidente em uma das comissões, mostrando que embora estivessem em lados
diferentes, é sempre possível estender a mão ao colega, que também quer
trabalhar por Rio Brilhante.

Juarez, Rose, Venizelos, Rodrigo Laboisier, Tucura, Azer e Zezinho, saíram
da sessão que deu início aos trabalhos legislativos, com um capital político,
maior do que quando entraram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s