RIO BRILHANTE: CÂMARA RETORNA ATIVIDADES, TRAIÇÃO PODE MARCAR VOTAÇÃO DE COMISSÕES

Enquanto o país inteiro está de olho no retorno das atividades parlamentares em Brasília, por conta da eleição para presidente da Câmara Federal e do Senado, nos municípios, o poder legislativo também retorna às suas atividades. Na maioria dos municípios, os vereadores eleitos realizam a partir de hoje os encontros semanais, para a discussão de projetos e propostas que vão impactar a vida dos cidadãos.

Tão importante quanto à escolha do presidente do legislativo, quanto dos demais membros que compõe a mesa, é a escolha para os membros das comissões internas da câmara, pois, são nestas comissões que projetos são analisados, antes de irem para o plenário para serem votados. Uma comissão atuante, não teria permitido que a “TAXA DO LIXO”, fosse colocada em votação da maneira que foi sem saber o básico de como isso iria ser prejudicial à população.

Na data de hoje, os vereadores de Rio Brilhante, além de darem início de maneira oficial aos trabalhos legislativos, votarão nos membros de cada composição. Inicialmente, o presidente Juarez Roza, propôs que 4 comissões ficassem distribuídas entre 7 vereadores, e outras 4 ficassem com outros 6 vereadores. No entanto essa possibilidade foi descartada pelo vereador Adão Evandro, que quer continuar á frente da Comissão de Constituição de Justiça e Redação, comissão esta ao qual ele já preside há 4 anos, e não quer que os novatos assumam. Por qual razão?

Para manter-se a frente da CCJ, Adão espera contar com o voto do vereador Azer, pois imagina que de alguma forma este “novato”, iria trair, seus companheiros de bancada. Além de Azer, o vereador DEM, que foi eleito no palanque de Lucas Foroni, precisa contar com um milagre, ou seja, o de fazer com que o também vereador Reeleito, Sergio Sila, filho do ex-prefeito Donato Lopes da Silva, esqueça todos os ataques que o vereador Adão, fez ao seu pai, nos últimos 6 meses de administração, e também no processo eleitoral.

Ex- aliado ferrenho do prefeito à época, Adão era unha e carne com o gestor no início de administração que o elegeu. Tanto que o projeto mais CRUEL com o cidadão que foi a taxa de lixo, ocorreu na última sessão de 2018, em que o vereador que era aliado, ajudou a derrotar o cidadão.

Com a vitória de Lucas Foroni, para comandar Rio Brilhante, Adão se prontificou a ser “COMPANHEIRO”, no entanto na primeira oportunidade, que teve já traiu o prefeito, e votou no candidato que havia prometido aos “BARÕES” de Rio Brilhante, que seria oposição ferrenha aos interesses do prefeito eleito. Como a traição não gerou resultados prejudiciais à administração, o vereador reeleito para seu segundo mandato, se fez desentendido, e agora não desgruda do prefeito por nada, tanto que em algumas lives do prefeito, pode até faltar à câmera para registrar o momento, mas não falta legislador.

Voltando ao assunto das comissões, o que esta comissão tem de tão importante que o vereador não quer que um dos novatos ocupe esta função. Já seria, uma forma CONVENIENTE, de manter o executivo próximo? Para que em um futuro, caso resolva sair da base de apoio do atual prefeito, este de alguma forma fique refém de suas ações, da mesma forma como ocorreu ao ex-prefeito?

Para concluir, é importante dizer, que ao votar os membros das comissões na data de hoje, os vereadores não apenas estarão decidindo o futuro do município, pelos próximos 2 anos, bem como cada voto, pode estar indicando quem será o JUDAS da administração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s