“Democracia prevaleceu”, diz Biden em primeiro discurso como presidente

Joe Biden em discurso de posse

Washington D.C. – O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, tomou posse nesta quarta-feira (20/1), em uma cerimônia marcada por forte esquema de segurança. O protocolo foi determinado como precaução em função do temor por novos e violentos protestos antidemocráticos alimentados pelos seguidores do agora ex-presidente Donald Trump e também devido às medidas sanitárias para conter o avanço do novo coronavírus.

Ao fazer o primeiro discurso como novo presidente dos EUA, Biden afirmou que “a democracia é preciosa e frágil”, mas prevaleceu. “Hoje é o dia da democracia”, celebrou.

O democrata defendeu a união do povo norte-americano e afirmou que a pandemia de Covid-19, o desemprego, a xenofobia e o ódio são os principais desafios da nova gestão.

Joe Biden e Kamala Harris chegaram ao Capitólio para a cerimônia de posse por volta das 12h30. Os ex-presidentes Barack Obama, Bill Clinton e George W. Bush também acompanharam a solenidade.

A cerimônia começou com uma oração do padre Leo O’Donovan. Depois, Lady Gaga cantou o hino nacional dos Estados Unidos. A cantora fez campanha para Biden e Harris no ano passado. O evento teve a apresentação de Jennifer Lopez e Garth Brooks.

A vice-presidente Kamala Harris fez o juramento, conduzido pela juíza Sonia Sotomayor. Já Biden foi empossado após juramento na companhia do líder da Suprema Corte, John Roberts.

Tensão após as eleições

Eleito em 7 de novembro pelo povo norte-americano, o candidato do Partido Democrata viu a tensão crescer entre os rivais, que, agarrados a um discurso de que as eleições presidenciais dos EUA teriam sido fraudadas, têm promovido atos violentos – como a invasão ao Capitólio, em Washington D.C., no dia 6 de janeiro.

Não à toa, diante da tensão que ronda o momento atual do país, as autoridades norte-americanas e as forças de segurança organizaram um esquema ainda mais rígido e repleto de protocolos de segurança e sanitários. Os moradores de Washington D.C. tiveram que se acostumar com uma preparação de guerra, com 25 mil agentes da Guarda Nacional vigiando a capital.

Fonte: Metrópoles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s