Hacker vende acesso a servidor das Forças Armadas

“O Ministério da Defesa silenciou sobre um anúncio que circulou em um dos principais sites dedicados ao cibercrime na deep wep, o submundo da internet, há duas semanas”, diz a Crusoé.

“No fórum, um hacker anunciava a venda de um acesso a um servidor das Forças Armadas por 390 dólares”.

Em nota, o Ministério da Defesa respondeu a André Spigariol:

“O Ministério da Defesa e as Forças Armadas monitora de forma sistemática suas redes, incluindo ações de Defesa Cibernética, de modo a identificar, mitigar e impedir eventuais tentativas de invasão. As medidas de Defesa Cibernética adotadas, por questões de segurança, não são divulgadas.”

Fonte: Oantagonista.