O ÚLTIMO À SAIR APAGUE A LUZ: Decisão do TSE contra ex-prefeito, pode acabar com MDB em Rio Brilhante

Conhecido por ser uma pessoa simples, e muito influente em seu grupo político, o ex-prefeito Sidney Foroni, vive um dos momentos mais difíceis de sua trajetória política. Após décadas como vereador, se notabilizou e foi alçado como sendo o representante da oposição ao grupo do atual prefeito.

Enquanto era vereador, mesmo num período onde não havia o alcance das redes sociais, por causa de suas falas contra a administração, o ex-prefeito levava até o plenário da câmara inúmeros moradores da cidade, que iam religiosamente à toda sessão legislativa, para ouvir os brados de Foroni, contra o que ele acreditava que era prejudicial ao município.

Após mais de 20 anos estando entre os mais votados do legislativo, em 2012 foi eleito com ampla vantagem de votos ao cargo mais alto da política rio-brilhantense. Mas como nem tudo são flores no caminho que conduz à glória, após perder à reeleição para o seu maior adversário político, o ex-prefeito vem enfrentando sucessivas derrotas judiciais, que devem deixá-lo de fora da disputa eleitoral que ocorrerá em 15 de novembro.

Na última quinta feira, 06, o Tribunal Superior Eleitoral, publicou no diário oficial a decisão que condenou por unanimidade Sidney Foroni, a perda dos direitos políticos por 8 anos, e ao pagamento de multa, por entender que a denúncia feita pelo MPE, demonstrou que houve por parte dos ex-prefeito, gastos com publicidade que o teriam beneficiado na corrida eleitoral de 2016.

Como o TSE é a última instância em se tratando de Justiça Eleitoral, embora possa tentar ingressar com recursos protelatórios, com a finalidade de obter o seu registro de candidatura, Foroni deve mesmo ficar de fora da disputa deste pleito.

Embora o capital político de Foroni como líder da oposição, permite fazer conjecturas sobre possíveis cenários políticos, verifica-se que assim que confirmada a decisão de sua inelegibilidade, o partido do qual este é presidente poderá amargar nas urnas sua maior derrota da história política do município.

Esse cenário é bem possível de ocorrer, já que dentro do partido, não existe um sucessor natural de Foroni, se quer está sendo cogitado que o MDB lance outra pessoa, ou mesmo indique aos demais partidos um nome que possa compor uma chapa majoritária além da que está sendo pensada.

Os próximos dias serão cruciais para o MDB, caso, não busquem dialogar pensando no melhor para o partido e também para a população, a sentença que condenou o ex-prefeito a perder seus direitos políticos, pode ter sido a sentença de morte do partido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s