T.S.E já tem maioria pela inelegibilidade de Foroni

A turma que está analisando o recurso impetrado pelo ex-prefeito de Rio Brilhante, Sidney Foroni, já tem maioria contra o recurso que pede a revisão da sentença que o condenou a perda dos direitos políticos.

O recurso foi interposto por Foroni contra a decisão monocrática do Ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, que há alguns meses, o condenou com base na decisão do Tribunal Regional Eleitoral. Na decisão do Tribunal Regional, o desembargadores concordaram com a tese do Ministério Público Eleitoral de que o ex-prefeito gastou em excesso com publicidade no ano de 2016, quando este disputou a reeleição.

Dos 7 ministros que compõe a turma, que analisam o recurso, 4 votaram contra o pedido de Foroni, ou seja, assim que houver conclusão do julgamento, e posterior publicação da sentença no diário oficial do Tribunal, Sidney Foroni estará impedido de disputar eleições por 8 ano.

Enfoque Político entrou em contato com o ex-prefeito, que disse estar tranquilo, e que vai recorrer da decisão do T.S.E, assim que ela for publicada no diário oficial, e que ainda deverá ingressar com um recurso no Supremo Tribunal Federal, pleiteando uma decisão liminar, afim de que ele possa concorrer nas eleições municipais deste ano.

“Enquanto estamos viabilizando nossa candidatura à prefeitura de Rio Brilhante, nossos advogados estão aguardando a decisão ser publicada, para que possamos ingressar com os recursos necessários afim de me seja garantido o direito de disputar as eleições”, explicou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.