Distribuição de cestas básicas a indígenas de MS abandonados pela Funai começa esta semana

Teve início nesta terça-feira (25) a distribuição de cerca de 10 toneladas de alimentos doadas pela ONG Ação da Cidadania a indígenas desassistidos pela Funai (Fundação Nacional do Índio). O primeiro carregamento chegou no último sábado (22), vindo de Minas Gerais. Cada família receberá cestas com 10 kg de alimento. O restante das doações serão entregues em outras áreas de retomadas no próximo sábado (29).

Referência em ações de combate à fome, a ONG Ação da Cidadania está localizada no Rio de Janeiro e foi fundada em 1993, pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho. As 10 toneladas de alimentos não perecíveis serão distribuídas a mais de 2.100 famílias indígenas de etnias Guarani e Kaiowá.

“Quando chegou a nós a notícia do absurdo que está ocorrendo com os índios em MS, imediatamente entramos em contato com o MPF local para entender como podíamos ajudar. Uma imensa rede de solidariedade de entidades locais se juntou para nos ajudar a fazer chegar cestas para estas famílias vergonhosamente deixadas de lado pelo poder público. Usar a fome como instrumento para forçar uma decisão é das coisas mais desumanas que vi nos últimos tempos, coisas dos tempos sombrios que vivemos nestes últimos anos.” diz Rodrigo Afonso, Diretor Executivo da Ação da Cidadania.

Segundo a (DPU) Defensoria Pública da União, que faz parte do Coletivo de Direitos Humanos de Mato Grosso do Sul, no primeiro momento essas cestas básicas serão distribuídas nas retomadas e acampamentos de Dourados, Rio Brilhante, Naviraí, Coronel Sapucaia e Antônio João.

“Essas são as áreas que a Funai se recusa a entrar, que são as retomadas e acampamentos. Nas áreas regularizadas os indígenas estão recebendo as cestas regularmente por meio do programa Vale Renda”, explica a defensora regional de Direitos Humanos em MS e coordenadora do Grupo de Trabalho Comunidades Indígenas da DPU, Daniele de Sousa Osório.

Omissão

No início deste ano, obedecendo a um despacho da direção da Funai em Brasília, a distribuição de cestas de alimentos para as famílias indígenas residentes em terras não demarcadas em Mato Grosso do Sul foi interrompida.

A direção do órgão alega não ser de responsabilidade da Funai a aquisição e distribuição de cestas às comunidades indígenas, nem existir orçamento para o deslocamento dos servidores que acompanham os caminhões da Conab na entrega dos alimentos.

Fonte: Midiamax.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.