Sessão da Câmara de Rio Brilhante, é marcada por ânimos exaltados e palavrões

Na sessão desta segunda-feira, 11, os ânimos de alguns vereadores estavam à flor da pele. Não se sabe, se por ser véspera de um ano eleitoral, ou se a água que os legisladores estão bebendo, está fazendo com que tenham algum tipo de reação à calmaria cotidiana das sessões.

A anormalidade foi tamanha que o presidente da casa, proferiu até palavrões, enquanto contava “causos” que teriam ocorrido com ele e com sua família. Costumeiramente, o presidente repreende manifestações que venham do público, até mesmo os aplausos não são permitidos de acordo com o regimento interno, porém, na sessão desta semana, ao rebater uma fala do vereador Sergio Rigo do PT, que disse que o governo Bolsonaro já nasceu morto, Nô, disse acreditar que o presidente fará um bom governo, e neste momento foi aplaudido pelos militantes do PSL que estavam presentes.

Além disso, o prazo de cinco minutos que é praxe para todos os vereadores, não foi respeitado pelo próprio presidente da mesa, que por vários e vários minutos discorreu sobre situações em que teria sido lesado em negócios feito com terceiros.

Outro que aparentou não estar na sua paz e tranquilidade habitual, foi o vereador João Pedro do MDB, que de uma forma jamais vista neste mandato, usou a tribuna da câmara para mostrar toda sua indignação com o vereador Adão, que na sessão passada disse que alguns vereadores só apareciam na “Casa de Leis” no dia da sessão, visivelmente contrariado, o vereador de quatro mandatos argumentou que não precisa estar na casa todos os dias para mostrar serviço. Como se fosse o líder da oposição, declarou que todos os demais vereadores trabalham e muito, e que este trabalho tem sido coroado por meio das várias emendas que estes trazem para o município. Ainda em sua fala, fez “mea culpa”, e admitiu que foi induzido ao erro ao, votar favorável a cobrança da taxa do lixo.

Parece que a água que deram ao MDB, foi mais forte que aos demais, já que o vereador Professor Furlan, que rotineiramente é crítico da administração, dessa vez além de pontuar as falhas da administração aos representantes do governo do estado que estavam presentes à sessão, ainda deixou claro a estes que a gestão além de ser um fracasso total, ainda tem uma dívida milionária com os fornecedores do município. Ao final de sua fala, o vereador em tom provocativo disse que “uma Bomba”, está para estourar contra a atual administração.

Nos bastidores comenta-se que diante dos inúmeros processos por improbidade administrativa à que responde, o atual prefeito pode sofrer afastamento a pedido do Ministério Público.

Outro que bateu duro na gestão tucana foi o vereador Adailton Lima do PV, que informou que está recorrendo ao Tribunal de Justiça contra a cobrança da taxa do lixo, e ainda cobrou do Tribunal de Contas do Estado, que este publique no Diário Oficial do órgão, a decisão que teria segundo ele reprovado as contas do ano de 2012, último ano do quarto mandato de Donato.

Já o petista Serginho Rigo, estava mais light, comemorou a soltura do ex-presidente Lula, dizendo que este já estava nos braços do povo, e ainda caçoou da administração do atual presidente Jair Bolsonaro, ao qual afirmou que é uma administração natimorta.

Pelo visto, seja pela água que estão bebendo, ou pelos acontecimentos políticos, os ânimos andam bem exaltados, e existe quem aposte que para as próximas sessões, as coisas sejam ainda mais promissoras, para não dizer contundentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s